top of page

Serviços de arquitetura

Porque no Brasil não há o costume de contratar um arquiteto? É uma questão cultural? O que você acha?



Na sociedade a mão de obra operacional e direta são as primeiras opções de quem pretende construir a sua casa. Admite-se inclusive que esse profissional tenha todas as condições para tal função.


Mas vamos lá, os profissionais operacionais não tem condições para planejar e adequar o seu imóvel, é preciso de muito embasamento legal e técnico para isso.


O arquiteto sempre irá se escorar em todo o conhecimento técnico que ele tem sobre as leis de Zoneamento, do Código de Obra, das normas aplicáveis e das diretrizes urbanística para o projeto, assuntos bem complexos que precisam ser muito bem estudados.


O profissional operacional tem em mente apenas um foco, levantar a casa, seja em qual condição for, estando tecnicamente regular ou não, ele vai levantar! Algumas coisas vão ficar perdidas pelo caminho, ou só observadas durante a execução da obra, ou até pela falta de qualidade nos serviços executados, e... é aqui que acaba aumentando o estresse, dando prejuízo financeiro, e atraso na entrega da obra. Por essa questão que há tanta preocupação e dor de cabeça quando se pensa na execução de uma obra.


O número de clientes procurando um profissional técnico vem aumentando ano a ano, justamente pelas experiências que ele já teve assumindo todas as responsabilidades da obra.

O mais incrível disso, é em saber que nossos clientes admitiram após a sua experiência com o nosso trabalho, que tiveram mais paz no coração, uma pela correta execução da obra, e outra pela economia financeira que se obteve com a redução do prazo de entrega e sobre a eliminação do desperdiço de material.


Gosto de lembrar que há um percurso bem extenso quando se trata de uma obra bem feita, e isso já começou lá atrás com um projeto muito bem elaborado.


O projeto é a receita do bolo, usando todos os ingredientes da forma correta não tem como o bolo não sair da forma que se espera. No projeto será aplicado todas as diretrizes do projeto, relacionado ao conforto, circulação, ventilações, recuos e altura do imóvel. Todos índices urbanísticos coletados nas leis publicadas por cada prefeitura.


Depois desses primeiros passos, é quem vem a cereja do bolo, onde são especificados as os acabamentos, quais materiais e tipos, suas aplicações e por qual técnica construtiva será usada para a execução da obra.


Agora já com o projeto em mãos, o profissional operacional terá todas as orientações passo a passo para a edificação sair exatamente como planejado.


Vale lembrar também que o gerenciamento da obra realizado pelo arquiteto aumenta a segurança da execução, coibindo qualquer atividade irregular do profissional operacional, seja na na estrutura, na alvenaria, nas instalações elétricas, nas instalações hidráulicas e principalmente nos acabamentos finais.


E o mais importante de tudo, é que todos esses passos vão cortar na raiz um dos principais problemas, os famosos vícios ocultos, defeitos que vão aparecer só no futuro, como trincas, fissuras e vazamentos, e acredite, esses são os problemas mais apontados pelos nossos clientes quando contratam mão de obra direta para executar a sua obra.


Como eu sempre comento:

TODA BOA OBRA, TEM SEMPRE UM BOM PROJETO!


Arq. Kleber Mantana.




3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page